Blog da Xcolinha

Postado em 02 de Setembro de 2014 às 16h34

Matéria do Encarte 97 anos de Chapecó

Xadrez é um dos ORGULHOS da história local!

Xcolinha de Xadrez Xadrez é um dos ORGULHOS da história local! Fonte http://redecomsc.com.br/folhadechapeco/

Fonte http://redecomsc.com.br/folhadechapeco/


Postado em 01 de Setembro de 2014 às 17h08

‘Quero viver do xadrez’, diz estudante que representará o Brasil em mundial

Hugo Caetano é paranaense e se prepara para competição na Rússia.

Xcolinha de Xadrez Hugo Caetano é paranaense e se prepara para competição na Rússia. Aluno de Ciências Contábeis tem 20 anos e começou a jogar aos seis. O paranaense Hugo Zanotti Mendonça Caetano, de 20 anos,...

Aluno de Ciências Contábeis tem 20 anos e começou a jogar aos seis.

O paranaense Hugo Zanotti Mendonça Caetano, de 20 anos, é um dos quatro integrantes da delegação brasileira de xadrez que representará o país em competição mundial que será realizada na Rússia, em julho. A Universíade é o segundo maior evento esportivo do mundo, atrás apenas das Olimpíadas, e prevê a participação de 10,5 mil atletas em 27 modalidades.

“Fico envolvido com o xadrez de quatro a seis horas por dia. Quero viver do xadrez”, diz Hugo, que é acadêmico do curso de Ciências Contábeis.
“A maior emoção é representar o Brasil podendo divulgar o xadrez, esporte que pratico desde criança”, conta Hugo, que também diz estar na expectativa para enfrentar enxadristas que ele admira.

A influência veio do pai, Pedro Caetano, árbitro internacional e vice-presidente da Federação de Xadrez do Paraná. “Via meu pai jogando e pedi para ele me ensinar, quando tinha cinco anos. Um ano depois estava jogando com ele e aos 7 anos já competia. Hoje, além de competir, sou bolsista e dou aulas para crianças. Por semana são cerca de 50 alunos iniciando no esporte.”
“A maior emoção é representar o Brasil podendo divulgar o xadrez e poder enfrentar enxadristas que admiro." Hugo Caetano, paranaense classificado para a Universíade

Ao xadrez, o acadêmico iguaçuense atribui a organização, o raciocínio lógico aguçado e a facilidade de concentração e de tomar decisões precisas em pouco tempo, além da oportunidade de viajar constantemente. “Se não tivesse me envolvido tanto com o xadrez, talvez fosse uma pessoa diferente. Não sei se melhor ou pior. Mas, gosto das oportunidades que ele me proporciona”, aponta, ao destacar que, apesar da paixão, também adora futebol. O próximo passo, adianta, será morar na Europa, onde o número de competições e o nível dos jogadores é maior.

“Não dá para ficar o dia inteiro praticando ou estudando xadrez. Um bom preparo físico é fundamental também. Uma partida normal passa de duas horas em média. A partida mais longa que disputei foi de cinco horas e meia. E, em uma competição, tem disputa todos os dias”, explica.

Nos dias que antecedem as partidas, Caetano procura dormir e se alimentar bem, e, ao contrário de outras modalidades, intensifica os treinos. “É preciso ter na cabeça o maior número de estratégias possíveis.”

O iguaçuense conseguiu a vaga para o mundial na Rússia ao ficar em segundo lugar na Liga Desportiva Universitária. Além dele, o campeão, Vinícius Tiné, de Pernambuco e outras duas atletas, de São Paulo e do Mato Grosso, têm como objetivo melhorar as marcas e o desempenho do Brasil na modalidade. A meta de Caetano é se aproximar o máximo da marca de 2,3 mil pontos no ranking internacional, o que pode lhe garantir o título de mestre em xadrez - atualmente, Hugo soma 2.152 pontos.

A evolução como enxadrista é reconhecida por meio destes títulos. De amadores, os atletas passam a candidatos a mestre (2,2 mil pontos), depois a mestre, em seguida a mestre internacional, quando acumulam 2,4 mil pontos, até alcançarem o maior reconhecimento, como grande mestre, com mais de 2,5 mil pontos. Na prática, comenta, isso representa o auge da carreira e a admiração dos adversários. “É onde todo enxadrista que deseja viver do esporte quer chegar.”

Fonte: g1.globo.com


Postado em 01 de Setembro de 2014 às 17h02

Bill Gates perde para campeão mundial de xadrez em apenas 9 jogadas

Xcolinha de Xadrez Novo Conteúdo 27 O norueguês Magnus Carlsen, novo campeão mundial de xadrez, precisou de apenas nove jogadas para aplicar um xeque-mate em Bill Gates numa partida que será transmitida pela TV nesta...

O norueguês Magnus Carlsen, novo campeão mundial de xadrez, precisou de apenas nove jogadas para aplicar um xeque-mate em Bill Gates numa partida que será transmitida pela TV nesta sexta-feira.
Desafiado para uma partida no programa de TV do famoso apresentador norueguês Fredrik Skavlan, que será transmitido na Noruega, Dinamarca e Suécia, o fundador da Microsoft disse antes de iniciar o jogo que o desafio tinha "resultado predeterminado".
Gates, de 58 anos, que segundo a revista Forbes é o segundo homem mais rico do mundo, atrás apenas do mexicano Carlos Slim, tinha 2 minutos para fazer suas jogadas, contra apenas 30 segundos para Carlsen. Ainda assim, ele perdeu para o adversário de 23 anos em 1 minuto e 20 segundos.
"Uau, foi rápido", disse Gates a Carlsen, cujo estilo de astro pop lhe rendeu o apelido de "Justin Bieber do xadrez".
O programa de TV, que teve partes obtidas pela Reuters com antecedência, foi gravado na quarta-feira em Londres, de acordo com a emissora de TV NRK.
Perguntado por Skavlan sob quais circunstâncias ele se sentia inadequado intelectualmente, Gates respondeu: "Quando jogo xadrez com ele (Carlsen)".
Carlsen, mestre de xadrez desde os 13 anos, virou celebridade na Noruega após vencer o então campeão mundial Viswanathan Anand, da Índia, em novembro.

(Reportagem de Simon Johnson)

Fonte: Estadão


Postado em 01 de Setembro de 2014 às 16h30

Em visita ao Brasil, Kasparov defende o uso do xadrez na educação

Ex-campeão mundial disputou partida simultânea com 20 crianças e jovens. 'O xadrez abre a mente das crianças diante dos problemas', destacou.

Xcolinha de Xadrez Ex-campeão mundial disputou partida simultânea com 20 crianças e jovens. 'O xadrez abre a mente das crianças diante dos problemas', destacou. O ex-campeão mundial de xadrez, Gary Kasparov, participou nesta...

O ex-campeão mundial de xadrez, Gary Kasparov, participou nesta quinta-feira (1º) de uma partida simultânea contra 20 crianças e jovens no Teatro do Sesi São Paulo. Antes da apresentação, Kasparov deu uma palestra na qual destacou a importância do uso do xadrez na educação. De acordo com Kasparov, o xadrez é muito importante na formação dos estudantes, pois desenvolve o raciocínio e novas habilidades.

“O xadrez abre a mente das crianças e ajuda a ter uma visão melhor do problema que elas têm diante de si, melhorando a disciplina, habilidade de ter a visão geral, atitude e autoestima”, ponderou Kasparov. O enxadrista nascido no Azerbaijão, antiga república soviética, destacou ainda que espera que sua visita ao Brasil estimule novos estudantes a se aprofundar no estudo do xadrez. “O xadrez é ótimo para desenvolver o talento da criança”, disse Kasparov, que foi o mais jovem campeão mundial de xadrez da história (22 anos).

Em cerca de uma hora e meia Kasparov derrotou todos os adversários, a maioria com xeque-mate. A jovem Thauane Ferreira de Medeiros, de 17 anos, foi uma das últimas a ser vencida pelo ex-campeão mundial. “Cheguei a estar em vantagem em relação a ele no final, mas errei e acabei tendo de dar a vitória a ele por abandono”, disse.

A jovem destacou a importância do xadrez para o desenvolvimento do raciocínio lógico. “Não sou fã de matemática, mas amo lógica, e acho importante que as escolas adotem o xadrez no aprendizado das crianças.”

17/01/2012

Fonte: www.g1.com